Documento sem título

 
 
 
 
Você está em: Categoria / Orações / Terço das Lágrimas de Sangue de Maria Rosa Mística




 
 
20/09/2013
Terço das Lágrimas de Sangue de Maria Rosa Mística
 

TERÇO DAS LÁGRIMAS DE SANGUE DE MARIA ROSA MÍSTICA

Histórico

Esta devoção Mariana, inspirada na oração COROA DE NOSSA SENHORA DAS DORES”, pela similaridade das DORES contempladas em cada segmento (chamado de Mistério ou Dor) e pelas dores que, ainda hoje, fazem sangrar o Coração da Mãe porque os homens continuam insensíveis ao AMOR de Seu Filho JESUS, fazendo-A chorar  LÁGRIMAS DE SANGUE, teve inseridas orações específicas relacionadas a este fato conforme Seu pedido assim ultimado:

“Rezai o Terço das Lágrimas de Sangue todos os dias e espalhai-o, para que o mundo se converta e tenha paz.   O inimigo foge onde ele é rezado”.

Coroa de Nossa Senhora das Dores” é um dos frutos do carisma mariano da Ordem dos Servos de Maria, cultivado desde 1233, ano de sua fundação; e surgiu inicialmente como alimento da piedade mariana dos leigos reunidos em grupos chamados Ordem Terceira.   Por iniciativa da Ordem dos Servos de Maria teve início na Itália, em 1617, a “COROA”  assim como a Missa de Nossa Senhora das Dores, que hoje é celebrada em toda a Igreja no dia 15 de setembro.   Esta devoção sempre teve aprovação dos Papas.                 .                   

Das diversas vezes que Nossa Senhora manifestou Sua dor, pelas  ofensas causadas a Jesus pelos pecadores, recordamos a de Akita no Japão, onde, além das mensagens e ensinamentos que a VIRGEM MARIA transmitiu, à Irmã Agnes, em benefício de todos nós, uma pequena imagem derramou, copiosamente,   lágrimas  de  sangue;   também  na  Itália,  em  diversas oportunidades, a imagem de NOSSA SENHORA ROSA MÍSTICA chorou;.                                                                                                                     e recentemente, foi a imagem da VIRGEM MÃE SANTÍSSIMA em Naju, na Coréia do Sul...   Desta vez, para ninguém colocar dúvida e maliciar imaginando tratar-se de uma trama, foi um acontecimento verdadeiramente surpreendente, porque durante mais de 700 dias a imagem chorou e derramou lágrimas de sangue, na presença de leigos, autoridades eclesiásticas – inclusive do Vaticano, homens, mulheres, crianças, diante das câmeras de televisão e dos repórteres, de especialistas de todas as partes do mundo que inclusive recolheram e examinaram o precioso líquido, constatando tratar-se de sangue humano.  De 30 de Junho de 1985 a Dezembro de 1992, o mundo teve tempo suficiente para comprovar que aquelas eram lágrimas verdadeiras que traduziam um sentimento de tristeza, por causa do comportamento inadequado de muitos de Seus filhos.

Em Junho de 1987 a VIRGEM MARIA delicadamente explicou à Sua vidente, Julia Kim a conhecida MEL), os motivos de Suas lágrimas:

"Minhas lágrimas, querida filha, são pelo constante fracasso da humanidade em não conseguir amar a DEUS como ELE merece e as pessoas amarem-se mutuamente como ELE nos ensinou; também por causa do execrável aborto que mata diariamente uma quantidade incontável de bebês, assassinando inocentes no útero de suas mães, por covardia, maldade e prazer satânico, e ainda, por causa das muitas almas que se recusam arrependerem-se de seus pecados, não se interessando em procurar um meio para a sua conversão e por isso, com o risco da condenação eterna. Por eles, derramo as minhas lágrimas  suplicando  a  conversão  do  coração".

Em 25/09/1.998, vinda de Montechiari – Itália, chega a São José dos Pinhais - PR uma imagem de Nossa Senhora ROSA MYSTICA, para Seu Santuário, na Chácara Arca da Aliança.   No dia 27/12/98 começou a chorar óleo perfumado e, depois, lágrimas que se convertiam em pedrinhas de sal; em 25/06/99 começou a chorar lágrimas de sangue (que fora comprovado ser sangue humano)

        A grande Santa BRÍGIDA, princesa sueca que morava em Roma no século XIV,  teve numerosas e impressionantes aparições de Nosso Senhor e de Sua Santíssima MÃE.    Certo dia Nossa Senhora revelou-lhe o seguinte:

“Olho todos os que vivem no mundo, para ver se há quem tenha compaixão de Mim e medite Minha dor, mas acho muito poucos que pensem em Minha tribulação e padecimentos.  Por isso, minha filha, não te esqueças de Mim, que sou esquecida e menosprezada por muitos.   Olha Minha dor, e imita-me no que puderes.   Considera Minhas angústias e minhas lágrimas, e lamenta que sejam tão poucos os amigos de DEUS”.

  -- As lágrimas de Maria pertencem à ordem dos sinais.   São o testemunho da presença de Maria na Igreja  e no  mundo.  A Mãe chora quando vê os filhos ameaçados pelo mal espiritual ou físico. As lágrimas de Nossa Senhora manifestam-se nas aparições para acompanhar  a  Igreja  em  seu  peregrinar  pelas  vias  do  mundo.  (disse o Papa JOÃO PAULO II, em Siracusa–Itália, em 06 fev.1.994, no Santuário de N.S.das LÁGRIMAS).

  -- Temos que colher a sensibilidade espiritual de Deus, espelhada no rosto da Mãe de Misericórdia que chora.    Maria chora para nos admoestar e tornar-nos participantes de Sua ação co-redentora no mistério da cruz.    Trata-se de um fenômeno que todo Sacerdote deve conhecer para educar o povo na devoção Mariana,

( disse o Cardeal Carlo Maria MARTINI, em seu livro MARIA E OS AFETOS DO DISCÍPULO)

INUMERÁVEIS  SÃO   OS  NOTÁVEIS  ACONTECIMENTOS QUE  SURPREENDEM  E  CAUSAM  PROFUNDA  ADMIRAÇÃO, EM  FACE  DO  EMPENHO  DO  CRIADOR EM  PROVAR  A  VERDADE  CRISTÃ. . .

MESMO  ASSIM,  AINDA  TEM  INCRÉDULOS E,  TAMBÉM,  AQUELES  QUE,  TENDO  MEDO  DA  VERDADE,

PREFEREM  IGNORÁ-LA.

        Nós, como Igreja, não recordamos as dores de Nossa Senhora apenas pelas dores, mas sim, porque também, pelas dores oferecidas, participou ativamente da  Redenção de Cristo.   Desta forma, MARIA,  imagem da Igreja, está nos apontando para uma Nova Vida, que não significa ausência de sofrimentos, mas sim OBLAÇÃO de SI  para uma CIVILIZAÇÃO DE AMOR em CRISTO.

     Embora não seja propriamente um terço, na acepção do termo: a terça parte de um todo composto por três partes, como era o antigo ROSÁRIO – formado por TRÊS TERÇOS – é uma designação que ficou tão marcante que mesmo o atual ROSÁRIO, composto por quatro conjuntos de 05 Mistérios, tem cada quarto de seu conjunto de Mistérios denominado de TERÇO.    Assim, também, embora este conjunto de orações seja único, recebeu a denominação de TERÇO.

     Ele é formado por uma COROA de 49 contas vermelhas, divididas em 07 partes ou segmentos  – denominados de DORES, que equivalem aos Mistérios do Terço Mariano comum –  com 07 contas cada; e de 07 contas brancas que separam as partes.    As SETE partes, ou segmentos, com SETE contas cada, significam as SETE ESPADAS DE DOR que transpassaram o Coração Imaculado de Maria;  as contas BRANCAS significam as ESPADAS, enquanto que as contas VERMELHAS significam as LÁGRIMAS DE SANGUE.   A  COROA tem uma introdução com mais 04 contas para as Orações prescritas, sendo encerrada com a MEDALHA de “MARIA, ROSA MÍSTICA” no lugar do crucifixo.

     A cada “DOR” contemplada em desagravo é retirada uma ESPADA.

 

ORAÇÃO DO TERÇO

Em nome do Pai...

Súplica ao Espírito Santo...

Credo...

Oração:

“Jesus Crucificado, ajoelhados aos Vossos Pés, nós Vos oferecemos as lágrimas de sangue daquela que Vos acompanhou no Vosso caminho sofredor da Cruz, com intenso amor participante”. Fazei, ó bom Mestre, que apreciemos as lições que nos dão as lágrimas de sangue da Vossa Mãe Santíssima, a fim de que cumpramos a Vossa Santíssima Vontade aqui na terra, de tal modo que sejamos dignos de Louvar-Vos no céu por toda a eternidade. Amém. 

Contemplando as Sete Dores de Nossa Senhora

1ª Dor: A espada a transpassar a Alma conforme a profecia do Velho Simeão, no Templo.

2ª Dor: A fuga da Sagrada Família para o Egito.

3ª Dor: Nossa Senhora perde o seu Divino Filho por três dias.

4ª Dor: O encontro com Nosso Senhor todo flagelado e carregando a sua pesadíssima Cruz nas costas.

5ª Dor: A bárbara crucificação e morte de seu divino Filho.

6ª Dor: Nossa Senhora recebe em seus braços seu Filho inteiramente chagado e transpassado pela lança.

7ª Dor: Nossa Senhora acompanha o seu Divino filho à sepultura.

Em vez do Pai-Nosso, reza-se: "ó Jesus, olhai para as lágrimas de sangue daquela que mais Vos amou no mundo e Vos ama mais intensamente no céu".

Em vez das Ave-Marias, reza-se sete vezes: "ó Jesus, atendei as nossas súplicas: Em virtude das lágrimas de sangue da Vossa Mãe Santíssima".

No fim repete-se três vezes: "'O Jesus, olhai as lágrimas de sangue daquela que mais Vos amou no mundo e Vos ama mais intensamente no céu".

Oração final:

 (segurando a medalha de Maria Rosa Mística: ó Maria, Mãe de amor, das dores e de misericórdia, nós Vos suplicamos: uni as Vossas súplicas as nossas a fim de que Jesus, Vosso divino Filho, a quem nos dirigimos, em nome das Vossas lágrimas maternais de sangue, atenda as nossas súplicas e se digne conceder-nos as graças pelas quais Vos suplicamos, a coroa da vida eterna. Amém. Que as Vossas lágrimas de sangue, ó Mãe das dores, destruam as forças do inferno. Pela vossa mansidão divina, ó Jesus crucificado, preservai o mundo da perda ameaçadora! Amém.

 
 
 

Artigo Visto: 1690 - Impresso: 48 - Enviado: 0

 

 
Visitas Únicas Hoje: 19 - Total Visitas Únicas: 33293 - Usuários online: 3
© Copyright 2013 - www.associacaorosamystica.com.br - Todos os Direitos Reservados
Desenvolvido por: Espacojames